10 de abril de 1932: O primeiro Ba-Vi da história

À época do primeiro confronto, em 1932, a dupla Ba-Vi vivia momentos distintos. O recém nascido Bahia era só alegria. Fundado um ano antes, havia conquistado o Estadual logo na estréia. O time era a grande sensação local. Por outro lado, o futebol do já trintão Vitória atravessava uma fase de instabilidade, porque ainda não havia adotado o profissionalismo. Em 1932, o rubro-negro decidiu voltar à disputa do Baianão, após um tempo de ausência, motivado pelo sucesso do novato Bahia.
Neste contexto é que o primeiro Ba-Vi da história aconteceu, em 10 de abril de 1932, no Campo da Graça. Mas, com um detalhe: teve apenas 20 minutos. O clássico foi válido pelo Torneio Início do Estadual daquele ano. A competição preliminar ao Baianão era tradicional à época, disputado em jogos eliminatórios de 20 minutos por todos os participantes do Estadual, no mesmo dia e local.
O primeiro Ba-Vi foi realizado no Campo da Graça, Avenida Euclides da Cunha, em Salvador. Válido pela segunda rodada do Torneio Início de 1932. Começou às 16h05 e teve como árbitro Vivaldo Tavares. Após um discurso de Ranulfo Alves, a bola rolou.
Com um time melhor, mais entrosado, base formada ao longo da campanha do título estadual de 1931, o Bahia foi para cima do recém formado Vitória. No primeiro ataque, Gambarota recebeu na direita, passou por De-Vecchi e chutou por cima do gol. Detalhe é que De-Vecchi era goleiro, mas estava jogando na linha, pelo meio-de-campo. O Vitória deu a resposta com Maroto. Ele fez um cruzamento “venenoso”, que quase resultou em gol.
Perto do fim do primeiro tempo, Raul recebeu na entrada da área e chutou no cantinho do goleiro Valter, para fazer o gol, o primeiro da história dos Ba-Vis. O Tricolor ia para os vestiários tranqüilo. Além do 1 a 0, tinha dois escanteios de vantagem sobre o adversário. O número de “esquinados” era o segundo critério desempate.
Na etapa preliminar, o Bahia voltou melhor e não teve trabalho para chegar ao segundo gol, com Gambarrota, de cabeça, completando cruzamento de Rubinho. Pouco tempo depois, Raul recebeu passe de Bayma, invadiu a área e chutou forte. O placar final – 3 a 0 – classificou o Bahia para a rodada seguinte do Toneio Início, que acabaria sendo conquistada pelo time de Raul, Bayma e cia.
Bahia 3 x 0 Vitória
Data: 10 de abril de 1932
Local: Campo da Graça
Competição: Torneio Início do Campeonato Baiano
Árbitro: Vivaldo Tavares
Gols: Raul (2) e Gambarota
Bahia: Teixeira Gomes; Leônidas e Odilon; Milton, Canoa e Gia; Bayma, Wanderley, Raul, Rubinho e Gambarrota.
Vitória: Walter; Gilberto e Alencar; Raymundo, Zezito e Carneiro; De-Vecchi, Manelito, Romeu, Coutinho e Zelito Magalhães.
www.bavi.com.br

Deixe seu comentário