Bahia perdeu Alison, seu zagueiro artilheiro

Fatalidade. O Bahia viveu ontem à tarde um dos seus piores dias neste início de temporada, com a confirmação do diagnóstico sobre a grave lesão sofrida pelo zagueiro Alison, um dos artilheiros do time no campeonato, com três gols, que sofreu ruptura dos ligamentos cruzados do joelho direito. O jogador, que fica de seis a oito meses afastado do futebol, e o meia Léo Medeiros, este suspenso pela 3ª advertência do cartão amarelo, são os desfalques do técnico Alexandre Gallo para o jogo de volta contra o Colo-Colo, amanhã à tarde, no estádio Mário Pessoa, na cidade de Ilhéus, válido pela 12ª rodada da fase de classificação do Campeonato Baiano.

Alison vinha se constituindo num dos principais jogadores do Bahia nesta excelente campanha no Estadual. Além da estabilidade que deu à zaga, que é a menos vazada, com apenas quatro gols sofridos em 10 jogos disputados, era também um jogador importante no esquema tático de Alexandre Gallo, decidindo jogos com os gols que vinha marcando, na sua melhor fase na carreira.

No triunfo de 3 a 1 sobre o Colo-Colo, quinta-feira, no Estádio Roberto Santos, em Pituaçu, Alison sofreu uma entorse, aos 30 minutos do 2º tempo, e deixou o campo. Ontem à tarde saiu o diagnóstico do exame de ressonância magnética feita na Clínica Diagnoson: ruptura dos ligamentos cruzados anteriores do joelho direito. A cirurgia será realizada na Clínica Insbot do Barbalho, por uma equipe formada pelos médicos Fábio Costa, Daniel Araújo e Marcos Lopes.

Não existia “clima” para a Comissão Técnica falar sobre as mudanças do time para o jogo de amanhã, contra o Colo-Colo, em Ilhéus, mas é certo que Rogério Correia será o substituto de Alison, formando a zaga ao lado de Nen, e no meio-campo, como o jogo é fora de casa, no interior, Gallo deve optar por Marcone na vaga aberta com a suspensão de Léo Medeiros. A delegação do Bahia viaja hoje, às 17 horas, para o sul do Estado, para defender a liderança isolada da fase de classificação do Campeonato Baiano, e invencibilidade de 13 jogos, com nove vitórias consecutivas no Estadual.

Depois de assustar o Bahia no Estádio Roberto Santos, no Parque Metropolitano de Pituaçu, o Colo-Colo quer quebrar a invencibilidade do tricolor jogando em casa, no Estádio Mário Pessoa, em Ilhéus. Para isso, o time do técnico Sérgio Oliveira espera contar com o apoio de seu torcedor.

Com o curto período de uma partida para outra, o treinador não deve fazer grandes mudanças na equipe que entra em campo amanhã. O mais provável é que Oliveira repita a mesma escalação que iniciou a partida em Salvador. Com isso, o atacante Edinei ganha mais uma chance de mostrar sua qualidade à ex-equipe.

Com apenas sete pontos conquistados em 11 jogos disputados, a situação do Colo-Colo no Campeonato Baiano não é nada boa. A equipe é a lanterna da competição com um ponto a menos que o penúltimo colocado, o Camaçari. O time de Ilhéus venceu apenas duas partidas, empatou uma e perdeu as oito restantes. Com informações da Tribuna

Deixe seu comentário